Nome:
Local: Brasília, DF, Brazil

Bardo da Ordem Druídica Vozes do Bosque Sagrado.

2 de março de 2006

Terra, ensina-me a lembrar

Terra, ensina-me a quietude, como a relva é silenciosa pela luz.
Terra, ensina-me a sofrer, como as velhas pedras sofrem com a lembrança.
Terra, ensina-me a humildade, como as flores são humildes em seus primórdios.
Terra, ensina-me a acarinhar, como a mãe que envolve seu bebê.
Terra, ensina-me a coragem, como a árvore que se eleva solitária.
Terra, ensina-me a limitação, como a formiga que rasteja no solo.
Terra, ensina-me a liberdade, como a águia que paira no céu.
Terra, ensina-me a resignação, como as folhas que morrem no outono.
Terra, ensina-me a regeneração, como a semente que brota na primavera.
Terra, ensina-me a esquecer de mim mesmo, como a neve que derrete esquece sua vida.
Terra, ensina-me a lembrar da bondade, como os campos áridos choram com a chuva.


Canto dos nativos Ute, da América do Norte. Texto publicado por Philip Novak no livro "A Sabedoria do Mundo". Editora Nova Era.

Com a contribuição de Alexandre Jacob, na comunidade da "Escola Gergóvia de Druidismo", no Orkut.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links para este texto:

Criar um link

<< Voltar à página inicial