Nome:
Local: Brasília, DF, Brazil

Bardo da Ordem Druídica Vozes do Bosque Sagrado.

13 de julho de 2006

Sobre a Minha Jornada, e um...

...Poeminha do Contra

"Todos estes que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão.
Eu passarinho!"

Mário Quintana
Sobre os passos que deixei na minha estrada eu penso o seguinte:

Todo caminho tem suas pedras, suas dificuldades e seus desafios. O caminho pagão então, que vive sendo atacado tanto por quem não o compreenda quanto por quem faz questão de distorcê-lo com interesses os mais escusos, tem muitas.

Trilhar a senda pagã, em especial um sacerdócio dentro dela, requer vontade para enfrentar diversas barreiras não por mera revolta, mas pelo senso de que o trabalho é uma semeadura, uma labuta em prol de nossas culturas e daquilo que elas representam, e uma luta em prol da Terra, do solo em que vivemos e de valores há muito ignorados pela maioria da humanidade.

A lida diária contra essas barreiras limitantes e as pessoas beligerantes no caminho não é para mim uma guerra, e sim um processo de conscientização tanto de nós mesmos quanto daqueles a quem encontramos sobre o real signfificado do Paganismo e de sua vivência. No máximo, quando o diálogo mostra-se é impossível, é uma questão de fazer valer nossos direitos baseando-nos na legislação, na justiça e nas insituições nacionais, inclusive com a ajuda de projetos realizados por ONG.s e projetos sociais realmente sérios.

De minha parte, agradeço pela minha jornada e pelo retorno que aqui recebo, pelas pessoas maravilhosas que tocaram minha vida no tempo em que estudo e escrevo e pelo aprendizado que acumulo a cada respirar de meu sacerdócio. Mas, acima de tudo, agradeço a todos os que atacam o Paganismo, pois sem tal oposição eu não tería a oportunidade de crescer da semente de ontem ao sabor das maçãs de hoje! Sem o preconceito, sem as mentiras e as inverdades, eu jamais sabería o verdadeiro caminho que deveria trilhar!

E, sem trilhar, não teria seus olhos sobre estas palavras nesse instante.

Assim, sinto-me passarinho voando, livre, enquanto passam os que tentam atravancar o caminho à minha frente. Sempre achei que o melhor remédio durante uma queda é abrirmos as asas e simplesmente voar. Então, que os horizontes limpos à minha frente sejam descanso e regojizo até chegar a próxima tempestade. E que nela eu aprenda ainda mais.

Que o Vigor da Macieira esteja com cada um que trilhe verdadeiramente o caminho da Terra, dos ciclos, das estações e daqueles que vieram antes dos que vieram antes!


Voe nas asas desta canção "Tocando em Frente", cantada por Almir Sater, com participação de Renato Teixeira.

Com contribuição de Tatiana Mamede pelo poema e de Bia Marquez pela música.

8 Comentários:

Anonymous ocult disse...

^^ da escuridao, nasce a luz..
do texto .. desse "texto" q titio malhado escreveu .. a parte q mais gostei e qd diz..

"Mas, acima de tudo, agradeço a todos os que atacam o Paganismo, pois sem tal oposição eu não tería a oportunidade de crescer da semente de ontem ao sabor das maçãs de hoje!"

mto mto mto bom.. ^^

clap clap (isso sao palmas)

13 julho, 2006 19:53  
Blogger Renata Fava disse...

Olha, ainda bem que meus dentes não tavam no caminho dessa voadora.
Voltando a seriedade...Malhado, vc tá certo...:D

13 julho, 2006 20:42  
Blogger Aileen disse...

Muito legal esse post!!
Essa de abrir as asas durante a queda me lembrou uma outra coisa, q eu ouvi qdo aprendia sobre as Leis Herméticas: a vida é um pêndulo. Tem horas q tá em cima, e outras lá embaixo... mas qdo tá lá embaixo, vc pode sempre subir pela cordinha e ficar lá, vendo de cima o q acontece embaixo. Fica mais fácil de lidar e enxergar a situação. ^^
Acho q é bem iso q eu tenho q fazer agora, abrir as asas...
Beijos!

13 julho, 2006 21:30  
Blogger Tami Fada disse...

Nossa lindo este texto mininu!!!

Me fez lembrar de Richard Bach! =D

Vc já se tornou Fernão Capelo Gaivota, Malhado!!
E isto faz vc não parar de voar, nunca mais... cada vez mais alto, e por vários mundos continuará...

E muitos outros, inclusive Eu, estamos aprendendo sim.. como vc também está... em busca da Perfeição, a Perfeição da Vida sem Limites!

Vc é um grande merecedor, dos sabores das maçãs que hoje vc pode sentir!
Sem tua perspectivda, sua força de vontade, sem o teu verdadeiro Eu aprendiz, não chegaria aqui... Talvez estaria ainda no Bando das gaivotas, limitando o seu ser, e voando Somente para se alimentar e sobreviver... e não para gozar a VIDA.

Bjoss!!
Parabéns!

Fadinha**

13 julho, 2006 22:49  
Anonymous ashore angel disse...

Pelos Deuses,esse post merece o nobel,esse texto precisa ser lido e relido diversas vezes,para que as manhas e as manhães conduza tds nós para essa senda,pois é a unica fonte que ñ se esgotará e a solução para a humanidade!!!
Ler este texto,ouvindo Almir Sater é uma dádiva dos Deuses,que eu tenho o privilégio de dividir,com sua enorme generosidade!!!brigadim
Malhadim! vc ñ existe,mais eu acredito em contos de fadas!!!rsss
bjs em seu coração e que os Deuses
te guardem!!!

13 julho, 2006 23:19  
Blogger Tatiana Mamede disse...

Seguir nem sempre é uma opção. Mas COMO estar parado é. Aos que simplesmente resolvem parar e negar, reserve-se o Tempo, ele haverá de cobrar os frutos dessa parada. Aos que resolvem parar, e olhar, e aprender, e vivenciar,e crescer , com estes o Tempo partilhará os frutos.

Boa semeadura.
Boa colheita.
Beijos.

14 julho, 2006 11:00  
Anonymous Silene disse...

"...É preciso amor pra poder pulsar, é preciso paz pra poder sorrir, é preciso chuva para florir..."
Seria tão bom se simplesmente sentíssemos a vida ao invés de querer entendê-la...

15 julho, 2006 09:23  
Blogger Pedro Ivan disse...

a investida é bem mais efetiva quando nos encontramos no topo de um morro (que tivemos que subi-lo, arduamente) =)

que você continue lutando sempre (e postando =P ) e que a vida lhe seja favoravel ^^ mas será, se continuar lutando pelo que acha certo =)

23 julho, 2006 18:52  

Postar um comentário

Links para este texto:

Criar um link

<< Voltar à página inicial