Nome:
Local: Brasília, DF, Brazil

Bardo da Ordem Druídica Vozes do Bosque Sagrado.

4 de outubro de 2006

A Arte da Escrita

Escrever é um exercício e um hábito. Apenas pela prática constante podemos desenvolver nosso raciocínio e nossa sagacidade para esculpir em prosa e verso as curvas de nosso pensamento.

Em minhas conversas, algumas pessoas falam do conteúdo do meu blog e elogiam minhas idéias e como as coloco em letras diante de seus olhos. Em geral elas dizem algo como "não consigo escrever" ou "nada me vem à mente", mas toda vez que cortamos nosso poder com uma negativa caminhamos um passo a mais para o fracasso.

Eu mesmo só consegui olhar para o que escrevo e ficar relativamente satisfeito recentemente, depois de analisar o como tenho transmitido minha mensagem e idéias como o mais ferrenho dos críticos, e atribuo qualquer melhora a minha prática de escrita ter se tornado muito mais freqüente e comprometida com as minhas conclusões acerca da arte da escrita. E é assim acontece com quem se dê a oportunidade de colocar num papel as idéias que gritam em sua mente.

Basta-nos apenas deixar de nos condenar ao fracasso. Um exercício excelente para desenvolver a capacidade de escrita em nós que sempre indico a quem deseje desenvolver essa habilidade.

O processo é realmente simples, e consiste em escrever como quem faz uma garatuja – aqueles rabiscos de papel que fazemos quando falamos ao telefone – e ver o resultado surgir diante de seus olhos, sem esperar esmero na exposição de idéias ou cobrar um português correto neste primeiro momento.

Em seguida, leia o que surgiu evitando criticar neste momento. Desenvolva então as idéias, trabalhe o texto e desenvolva melhor as idéias que achar ou pouco claras ou incompletas. Quiçá retire algumas do texto para desenvolvê-las em textos próprios – sim, idéias dão mudas – ou acoplá-las a textos que esteja desenvolvendo.

Então, quando estiver satisfeito com as idéias, aí sim passe à parte crítica. Analise seu português, esmere a apresentação, e mesmo coloque algumas palavras novas que achar interessantes, sempre tomando muito cuidado pois um texto que necessite de um dicionário para ser lido não é exatamente um “texto popular”.

Em pouco tempo você perceberá que sua linguagem melhorará, seu vocabulário estará mais rico e suas idéias fluirão mais facilmente para o papel.

Aí é só continuar praticando e, sempre que possível, descomplicar o processo.


Aprendizado, aprenda a dar asas às suas idéias enquanto escuta "Learn to Fly", do Foo Fighters, e divirta-se assistindo o vídeo clipe desta canção.
Acompanhe a letra pelo próprio link e a tradução clicando aqui.

Com agradecimentos a Ricardo Duff pela Inspiração.
Para Melody e Lolaf. Que os versos de suas mãos embelezem o solo por onde pisem!

4 Comentários:

Anonymous Nil Tojal disse...

Pois é ... eu tenho mesmo qeu começar meu blog e fazer disso um habito.. ter todos os dias um post... vc é meu exemplo para isso.. um espelho....

04 outubro, 2006 20:42  
Blogger Tami Fada disse...

Hum, Gadim pelas dicas Malhado!!
Não apenas escrever né, mas como qualquer coisa que desejamos aperfeiçoar, precisamos recorrer às práticas...
Somente praticando que aprendemos e melhoramos!

Fazia tempo que não passava por aqui...
Estava com saudades já!

Bjo!!

por Tami**

04 outubro, 2006 21:35  
Blogger Tami Fada disse...

Haaa, e esta música!!!
=)
Uma gracinha....


Estou gostando de ver... todos os postes com ótimas dicas de melodias...
Gostoso isto!

O "Lugar" fica cada vez mais agradável de se visitar.. ;)

Bjim Druida!

04 outubro, 2006 21:37  
Anonymous Ninfa Lua disse...

Xilande descobri seu blog um dia desses, gostei muito da forma como exprime suas idéias, principalmente como usa sua escrita sadia e sempre com ótimas dicas de músicas e vídeos.
Grde abraço!

16 outubro, 2006 10:58  

Postar um comentário

Links para este texto:

Criar um link

<< Voltar à página inicial