Nome:
Local: Brasília, DF, Brazil

Bardo da Ordem Druídica Vozes do Bosque Sagrado.

3 de outubro de 2006

Chuva

A chuva fina molha a paisagem lá fora.
O dia está cinzento e longo... Um longo dia!
Tem-se a vaga impressão de que o dia demora...
E a chuva fina continua, fina e fria,
Continua a cair pela tarde, lá fora.


Da saleta fechada em que estamos os dois,
Vê-se, pela vidraça, a paisagem cinzenta:
A chuva fina continua, fina e lenta...
E nós dois em silêncio, um silêncio que aumenta
se um de nós vai falar e recua depois.


Dentro de nós existe uma tarde mais fria...


Ah! Para que falar? Como é suave, branda,
O tormento de adivinhar — quem o faria? —
As palavras que estão dentro de nós chorando...


Somos como os rosais que, sob a chuva fria,
Estão lá fora no jardim se desfolhando.


Chove dentro de nós... Chove melancolia...


Ribeiro Couto


É assim que a maioria das pessoas que eu conheço entende a chuva. Entende-a como coisa triste, evento de pura melancolia, problemas ou mesmo depressão.

Vejo-a como coisa alegre, fertilização da Terra e possibilidade do alimento, tempo agradável, bom para comer fondue com os amigos, cair debaixo de edredons com quem amamos e amassar os gatos num ataque de carinho.

Fiquemos com as duas visões e o belo poema, então.

Aproveite a chuva morna dessa tarde fria escutando "Rain", cantada por Madonna, e acompanhe a letra desta canção pelo próprio link e a sua tradução clicando aqui.
Assista também o vídeo clipe.

3 Comentários:

Anonymous filhote de lua disse...

gostei muito...

é verdade, chuva é uma coisa tão boa. me entristece mais um dia de sol forte, quando me sinto ressecar até o pensamento, do que um dia de chuva. Sei lá. alvez seja por observar muito a reação das plantas no jardim de casa, não tenho como não gostar de chuva...

e agarrar gatos tbm é ótimo.
(aqui está garoando fino, e eu tenho um gato no colo, aliás)

03 outubro, 2006 19:00  
Blogger Tatiana Mamede disse...

Compartilho sua visão da chuva, nindo! Vamos comemorar a grama mais verde, o ar mais leve, a alegria das flores!

Beijos!

05 outubro, 2006 10:05  
Anonymous Ninfa Lua disse...

Adoro a chuva! Sempre que chove vou para varanda inspiro o ar profundamente e expiro bem devagar, é maravilhoso!Recebo a chuva como uma faxina na alma!O que é ruim sai e tudo se renova.
Abração!

16 outubro, 2006 10:50  

Postar um comentário

Links para este texto:

Criar um link

<< Voltar à página inicial