Nome:
Local: Brasília, DF, Brazil

Bardo da Ordem Druídica Vozes do Bosque Sagrado.

6 de novembro de 2006

A Ausência do Poema

"Batatinha quando nasce
esparrama pelo chão"...

Verso popular.
Conversando com um poeta sobre publicar aqui um de seus poemas escutei (algumas vezes) que seus escritos não estão à altura dos outros autores que trago para cá ou dos meus textos. Então, como não tenho o poema, resolvi pensar um pouco a respeito da atitude do poeta.

Nos meus caminhos encontro pessoas as quais não conseguem algo simplesmente por não se darem ao trabalho de tentar. Muitas foram treinadas a tolher-se de formas tão cruéis que dá um nó na garganta ao lembrar de seus rostos explicando como não conseguem fazer isto ou aquilo. Um olhar vazio, de sonhos rasgados e esperanças despedaçadas.

E isso ocorre, em maior ou menor nível, com quase todos nós. Eu mesmo ainda juro que não conseguiria surfar, mas nunca o tentei, e depois dessa reflexão um dia vou visitar Llyr e pedir-lhe guarida sobre suas costas, enquanto quebrará a onda sob meus pés.

Assim, como todos nós temos alguma área em que não nos permitimos, o caminho nos mostra sempre que possível oportunidades para encararmos nossas limitações e darmos vazão ao potencial que sequer nos permitimos conhecer. Não há fórmulas mágicas... apenas um convite ao salto no escuro, embasado nas asas da fé, seja em alguma expressão divina, seja em nós mesmos, seja inclusive na certeza do fracasso que às vezes prova-se fracassada, ao nos surpreendermos com o sucesso.

Então... permita-se. Não porque o sucesso virá, mas para saber se consegue ou não fazer as coisas nas quais se tolhe ou foi treinado a tolher-se.

Solte os grilhões da sua censura e abra-se para o mundo escutando "Itsy Bitsy Spider", uma música infantil gravada por Carly Simon com participação incidental do sucesso "Coming Around Again", da mesma cantora. Acompanhe a letra pelo próprio link.

Para o poeta, com agradecimentos pela Inspiração.

4 Comentários:

Blogger Tami Fada disse...

Oras, o pombo está a caminho a tantos dias... ainda não chegou??

Ele deve estar indo lentamente, apreciando a estrada.. :)

BJO!!!

Tami**

06 novembro, 2006 20:05  
Blogger Shell disse...

Amei o post e é verdade.

As pessoas não tentam! A grande maioria parte da suposição que não vai conseguir e pronto.

O que será que eles acham? Que John Lennon nasceu sabendo tocar? Que Leonardo Da Vinci nasceu com um pincelzinho na mão (fora as outras 300.000 mil coisas nas quais ele era um mestre)?

Acho que ninguém nunca ouviu falar de tentativa e erro. Fala sério!

E, aliás, que história é essa de votar no Encantado? e tu lá tem voto? Na na na na ni na não.

06 novembro, 2006 22:06  
Anonymous Ninfa Lua disse...

Querido Malhado, Parabéns pelo belo reconhecimento e valorização do poeta, editando um singelo verso infantil para que ele perceba, q não há diferença de nível quando escrevemos verdadeiramente o que vem da alma.
Gde Abraço!!!
Ninfa Lua.

12 novembro, 2006 03:02  
Blogger Tatiana Mamede disse...

Ia comentar e lembrar como realmente as pessoas se negam e etc, etc, etc. Mas aí parei, e dei uma leve analisada nas minhas desculpas, e não sei se elas advém de fontes externas ou internas, mas o certo é q existem. Então me pego a pensar, (claro que umas são sim, bobas e apenas castradoras), quantas outras não seriam apenas expressão do(s) instinto(s)? Até onde vai o medo irracional e as algemas pessoais e onde são apenas um cuidado da sobrevivência? Então, estou nesse nó, a considerar.
Beijo.

18 dezembro, 2006 18:39  

Postar um comentário

Links para este texto:

Criar um link

<< Voltar à página inicial