Nome:
Local: Brasília, DF, Brazil

Bardo da Ordem Druídica Vozes do Bosque Sagrado.

7 de junho de 2006

Conceitos... Simples conceitos...

"Complicar a definição de algo simples
não simplifica a dificuldade que sentimos
quando vivenciamos um simples conceito"

Alexandre Malhado
Esse nosso mundo de definições e de brigas em torno de conceitos nem sempre criados com a intenção de definir algo, mas de vilipendiar o que ele realmente seja, é para quem busca compreender nossa limitada linguagem um exercício mental imenso.

Perceber quando um conceito foi criado para definir e quando foi criado para distorcer é algo que cada pagão precisa estudar na história, pensar na filosofia e, sempre, vivenciar no coração. Sem isso somos apenas autômatos, repetindo nas palavras as políticas de impérios há muito mortos ou decadentes.

O grande valor da linguagem é, antes de mais nada, comunicar. E a verdadeira comunicação só é possível quando ambas as partes entendem os termos que utilizam e seus porquês.

Volta e meia alguém vêm falar do caminho do Bardo comigo, como só de poemas, pinturas e canções vivêssemos. O Bardo que ainda não sabe falar, aprende na raça. Pois o verbo é do Bardo. E a Inspiração é como ele o profere.

Com agradecimentos aos membros da comunidade Druidismo do Orkut pela Inspiração.

1 Comentários:

Anonymous Pedro Ivan disse...

não me lembro onde vi isso, mas... "todo arqueiro deveria ser também poeta para que cada flecha fosse guiada com o fragmento de um verso..."

vejo a inspiração como o arco, a flecha como o verbo, e o arqueiro apenas serve aos dois...

a palavra é apenas a ponta da flecha, é o que vai perfurar... a palavra sozinha não tem valor, o que vale é o peso que ela adiquire ao longo do uso, o sentido que as pessoas vêem nela... uma palavra simples atinge muito mais pessoas do que um verbo rebuscado.

mas não se perder em conceitos sem antes entendê-los...

07 junho, 2006 23:11  

Postar um comentário

Links para este texto:

Criar um link

<< Voltar à página inicial