Nome:
Local: Brasília, DF, Brazil

Bardo da Ordem Druídica Vozes do Bosque Sagrado.

17 de dezembro de 2007

O Peso de uma Simples Pegada

"Você só pode trilhar os passos marcados pelos seus próprios pés.
Cada pessoa tem uma trilha, e nela deve deixar as pegadas de suas
próprias dores e contentamentos.

Alexandre Malhado



Deixar viver nada tem haver com egoísmo ou com preocupar-se com o outro. Não é pensar em si, mas a partir de si, consciente de que nossas ações, ou a ausência delas, têm conseqüências as quais não podemos prever.

Respeitar o momento do outro é uma arte onde se esperamos demais podemos perder a chance de auxiliar quem necessite e, se interferimos afobados antes de ser realmente necessário, o fazemos na maioria das vezes de forma danosa, ferindo a liberdade que cada um tem de seguir no caminho da vida como queira.

Mas como sabê-lo? Como afinar-se a essa difícil nota da sinfonia da vida que é compreender o instante exato de dar a mão e a enorme pausa de apenas pousar os olhos e aguardar, às vezes por toda um vida?

A resposta nunca esteve no que é tangível ou no que nos seja visível, mas é bem mais simples do que gostaríamos que fosse. Somente é possível compreender o tempo alheio quando estamos em harmonia com o nosso próprio tempo, nossos próprios momentos, nosso ritmo e nossa forma de pulsar e de brilhar neste mundo.

Simples assim... e muitas vezes, impossível deste tanto.


Ouça o pulsar do seu próprio ritmo de "Hey, You", cantada pelo Pink Floyd. Acompanhe a letra e a tradução, e delicie-se com o vídeo clipe desta canção.

Com agradecimentos e oferecimento a Sonia Mogi, pela Inspiração.

Marcadores: ,

5 Comentários:

Anonymous Αλεξανδρα disse...

Oi Malhado, é a Αλεξανδρα! :)
Esse seu texto caiu direitinho com o que tive no final da semana, estava tendo muitas discussões com uma grande amiga e percebemos que é porque precisamos resolver nossas "seqüelas" antes de ficar querendo agradar os outros e acabar insatisfeito com o que recebemos em troca. Nosso momento não era agora, mas acreditamos que ele exista e por isso vamos esperar para recomeçar a conversar quando ele vier.
Já linkei seu blog no meu...
Abraços,
Álex

http://blecaute.wordpress.com

18 dezembro, 2007 02:43  
Blogger Edson Marques disse...

Malhado,


que lindo: cada um de nós grava sua impressão no próprio caminho!


E que você continue a dança luminosa nesse luar do teu verão...



Abraços, flores, estrelas.

18 dezembro, 2007 22:32  
Anonymous Edson Marques disse...

Malhado,

/// Seja escandalosamente feliz!

Como um bardo, como um poeta, como um deus...


/// Abraços, flores, estrelas..

25 dezembro, 2007 21:46  
Blogger Adriana Helena disse...

Sempre que eu venho aqui eu me sinto bem, em casa, em sintonia...
Obrigada por ter sempre esse espelho pra mim na tua parede.
Obrigada por ser uma das pessoas que me ajuda a comungar com o divino.

30 dezembro, 2007 21:57  
Anonymous Koppe disse...

Tem que se ter cuidado pra que seu caminho não passe por um campo minado. O peso de uma pegada nesse caso pode ser algo perigoso... e se vê por aí muitos caminhando nessa direção sem se dar conta.

31 dezembro, 2007 15:22  

Postar um comentário

Links para este texto:

Criar um link

<< Voltar à página inicial