Nome:
Local: Brasília, DF, Brazil

Bardo da Ordem Druídica Vozes do Bosque Sagrado.

23 de outubro de 2007

Infinito Amor

"Não creio em amor que termine,
pois quando a paixão se vai sobra a companhia,
e quando a companhia se vai sobram as lembranças"

Alexandre Malhado


Desenho do Beijo de Peter Petrelli e Simone Deveaux na série Heroes


Tornado em mercadoria efêmera, o amor, seja ele o amor romântico, a amizade ou a fraternidade, vale menos a cada dia. O modelo de consumo e sua crescente influência, bem como a massificação do ser humano durante os séculos recentes teve um efeito devastador sobre as sociedades e sua forma de encarar o outro. Os valores sucumbiram, desaparecendo sob o peso do marketing.

Mas, mesmo o marketing não consegue matar o amor... e em meios às frivolidades da vida moderna sempre encontramos meios de nos lembrar da importância de amar. Agora o que precisamos é reaprender a fazê-lo.


Encontre o amor, na forma que vier, ao som de "The Captain of Her Heart", cantada por Double. Acompanhe a letra e a tradução desta música.

Com agradecimentos a Edson Marques pela Inspiração e a Michele (Neptunia) pela imagem.

Marcadores: ,

6 Comentários:

Anonymous Edson Marques disse...

Malhado, você sempre surpreende, positivamente!


Obrigado!

E se a relação acabar no Pico do Amor, ele permanece para sempre. É uma tese aparentemente contraditória, mas, suponho, tem alguma validade (ao menos estatística... rs!)


Abraços, flores, estrelas..

23 outubro, 2007 23:40  
Blogger Melian Stern disse...

É como sempre falei, pode-se tentar fugir do amor e finjir que ele ñ existe, mas ele sempre arruma uma maneira de continuar a existir.

Ainda bem que o Amor existe independentemente da nossa vontade, o q muda é a maneira de enxergá-lo e infelizmente muitos hoje em dia possuem uma visão completamente distorcida ao ponto de ñ enxergarem o verdadeiro Amor e desperdiçá-lo!!

Tenho fé de que um dia isso mude!

Bjosss

24 outubro, 2007 18:58  
Blogger Tami Fada disse...

Hum..
Amar!

Surpreendi-me com tal assunto de hoje, e confesso que refletindo sobre, senti receio...
Receio por causa desta temível efemeridade... que atrai cada vez mais adeptos, neste mundo moderno.
Quanto mais rápido, menos compromisso, menos sentimento para se apegar, melhor!

Triste meu caro.. muito triste se formos analizar bem.

Mas, como a força dos sinceros amantes é forte, e acredito que persistente e consistente, o amor nunca acabará!
Mesmo que daqui tempos, reste poucos, raridades.. Ainda existirá!

É só não deixarmos morrer...

Um grande beijo bardo!

por Tamira.

25 outubro, 2007 14:03  
Anonymous Erika disse...

Amor, não acaba.. qdo é de verdade.
Se acabasse amor pela família, como seria?

Ficou lindo o desenho que vc colocou. Amei.

Beijos querido. Ótimo final de semana

27 outubro, 2007 10:37  
Blogger E. Lauffer Zerfas disse...

Oi!
vim para no seu blog na busca de uma imagem para o meu. Descobri que o visual do teu blog e bem parecido com o meu..srrsrssrsr
Falar de amor
é falar daquilo que liga o homem ao mundo. Pois quando o homem deixa de amar, seja a vida dele propria ou seja de outra pessoa (fraterno,conjugal ou maternal) esse homem deixa de viver e passa a vegetar até a morte.
Amar é a maior mensagem que os avatares deixaram neste mundo.
Que o convoquemos para conosco.
Ame
Sempre
Zerfas

28 novembro, 2007 11:11  
Blogger Myriam LoLo disse...

Nosssa que lindo o desenho e o texto...

beijos

ps.: entra no meu blog tambem www.pacata.zip.net

28 outubro, 2008 21:55  

Postar um comentário

Links para este texto:

Criar um link

<< Voltar à página inicial