Nome:
Local: Brasília, DF, Brazil

Bardo da Ordem Druídica Vozes do Bosque Sagrado.

6 de agosto de 2006

Comodismo e Persistência

"Quando a gente não grita é que eles
nos apertam. Por que irão parar de
nos expremer se lhes é conveniente"?

Magali Estivalet
Lutar pelos próprios direitos, erguer a cabeça e enfrentar as adversidades da vida a fim de não apenas ter uma vida melhor, mas de deixar um legado para aqueles que ainda estão por chegar a este mundo, não é mais que a obrigação de um caminhante.

Obrigação não para com o que acredite, mas com quem esteja se tornando. Pois uma vez que imergimos em nossas almas e vemos as maravilhas submersas em nosso oceano de possibilidades, não há como ignorarmos as belezas indizíveis daquilo que somos e nem do que podemos vir a ser.


Pense nos seus direitos e lute por uma vida melhor embalado por "Shout", do Tears fos Fears.
Acompanhe também a letra ou a tradução desta música.

Com contribuição da autora.

5 Comentários:

Blogger Pedro Ivan disse...

Hmm, o final me lembrou uma frase postada aqui mesmo: Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro acorda

E quando se sai do sono, não se volta a dormir (embora muitas vezes de vontade de largar tudo e viver uma vida comum e besta, sem grandes duvidas)

Bem... se vivemos de acordo com o que acreditamos, acabamos nos tornando aquilo (ou algo muito proximo), e eh uma luta que vale a pena batalhar, mudar o que está errado e vivermos da melhor maneira possivel, como se fosse a ultima batalha na terra... (mas e o medo? =/)

05 agosto, 2006 18:29  
Blogger Su disse...

Concordo e acredito que a obrigação não tem mais tanto o sentido da palavra quando exercitamos o que gostamos.
Beijos

06 agosto, 2006 23:41  
Anonymous ashore angel disse...

Embalado por "Shout"a luta se torna amena!Eu amo tears for fears,tenho tdas e o dvd tb,amo "Woman in chains",(mulher acorrentada)!
Vc tá cada dia melhor,se bem que acho que já nasceu assim,the best!!!
bjs no coração!!!

07 agosto, 2006 01:15  
Blogger BIA MARQUEZ disse...

Esse post me lembrou um trecho de uma musica...

"A minha alma está armada e apontada para a cara do sossego..." O Rappa..

Que tipo de paz queremos ter??? A comodista? A confortável? Ou será que teremos coragem pra sair de nossos castelos de areia e moinhos de vento para enfrentarmos a realidade de que somos responsáveis pelo que estamos vivendo e colhendo o que plantamos...

07 agosto, 2006 17:23  
Blogger Tatiana Mamede disse...

Pensar (e exercer) em direitos é altamente saudável, contanto que não esqueçamos que cada direito exige em contrapartida um dever, nem que esse dever seja o de utilizar sabiamente o seu direito.

Beijos.

08 agosto, 2006 14:12  

Postar um comentário

Links para este texto:

Criar um link

<< Voltar à página inicial