Nome:
Local: Brasília, DF, Brazil

Bardo da Ordem Druídica Vozes do Bosque Sagrado.

13 de setembro de 2006

Uma Nova Palavra

"Jamais perca o espanto ao descobrir
as maravilhas que o mundo te oferece,
e tenha sempre cuidado para não perder-se
nelas a ponto de as transformar em medo"

Alexandre Malhado
Descobrir uma nova palavra é abrir as portas para um novo universo. Através de um novo conceito vem a descoberta de uma infinidade de possibilidades, e através delas novos mundos.

Um Bardo traz nas veias a capacidade de transmitir conceitos como quem semeia a terra, mas isto não é nem prerrogativa nem exclusividade nossa. Todo mundo tem seu "dia de bardo", neste aspecto, e algumas semeiam a própria existência e a dos que as cercam com uma fartura de idéias, sentimentos, sensações e maravilhas.

Ter dias em que somos assim é fácil, mas brindemos hoje a quem seja assim sempre, e com um poema de sua autoria, emprestado de seu blog chamado "Confissões de uma Pena".

Existir

Eclodir-se
do conhecido e aquoso
confortável e seguro.
Estouro, luz e som.
Sem calma ou delicadeza,
odores acres
e feridas abertas a punho
Respirar.
Eclodir.
Ser consciente.
E surgir...

Tatiana Mamede


Deleite-se, como quem se deleitou lendo esta poesia originalmente, escutando "Adagio Molto e Cantabille", interpretada pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo

Com agradecimentos à autora e amiga pelas belas palavras que me ensina.
Feliz aniversário!

1 Comentários:

Blogger Tatiana Mamede disse...

Estou uou-cionada até o uou-cerne do uou-âmago do uou-eu!

E estou preparando sua uou-posta!

Uougado!

(passa o kleenex, faz favor...)

Beijos!

15 setembro, 2006 19:19  

Postar um comentário

Links para este texto:

Criar um link

<< Voltar à página inicial