Nome:
Local: Brasília, DF, Brazil

Bardo da Ordem Druídica Vozes do Bosque Sagrado.

30 de maio de 2007

Compromisso e Sacerdócio

Sacerdócio e compromisso não podem de forma alguma caminhar por trilhas separadas, e quem sequer cogite trabalhar em prol dos Deuses deve antes refletir sobre suas particularidades e imperfeições, suas possibilidades e principalmente sobre a sua capacidade de comprometimento, tendo em mente que não precisamos ser exemplos apenas para uma comunidade druídica pela qual tomemos responsabilidade, mas para todos aqueles que possam contemplar nosso trabalho, acreditem eles ou não no que dizemos ou na nossa fé.

Tentar enganar-se não é uma opção quando o maior juízo a nosso respeito deve vir de nós mesmos e da nossa consciência quando analisarmos os frutos desse trabalho. É através das nossas ações ou da ausência delas que ou fincaremos raízes através das quais fortaleceremos nosso povo e sua ligação com nossos Deuses ou apenas revolveremos terra fértil aonde tanto pessoas desinformadas quanto aproveitadoras continuarão a plantar idéias distorcidas sobre o que seja o Druidismo, usando esse nome seja para ganhar dinheiro ou prestígio, seja para suprir algum vazio emocional ou quem sabe uma carência, mas sempre à custa da fé e da boa vontade de quem pense ter encontrado neles respostas às próprias questões e necessidades.

É contemplando a possibilidade de vivenciar este momento, onde seu sacerdócio terá falhado em fazer com que o nome de nossos Deuses prospere, que é necessário refletir se este é ou não o caminho adequado para si, pois a medida da sua preocupação com esse quadro definirá o nível do seu comprometimento com esta senda.

Compromisso é uma daquelas palavras que tiveram o seu sentido diluído pela constante necessidade de "dinamizar" a vida, mas esse é um daqueles conceitos que não podem se prestar a esse papel sob pena de destruir uma comunidade, quando alguém resolve utilizá-lo num sacerdócio. Isto pois é parte do trabalho de um sacerdote tornar-se o Carvalho quando necessário, transmitindo a sabedoria que corre como seiva em suas veias para seu povo, fazendo assim o papel de pilar da uma comunidade sem que a estrutura rígida que a sustenta engesse o fluxo da seiva que nutre as almas do que nela vivem.

Também é dele a responsabilidade de tornar-se o Junco que traz o Outro Mundo a Inspiração divina para um povo adaptar-se às intempéries da vida e seguir qual flecha na direção correta.

E por tudo isso esse compromisso não pode ser feito levianamente.

Na época dos celtas era possível fazer uma dívida pagável na próxima existência, e isso exemplifica bem a confiança desse povo – e do Druidismo – na lei de causa e efeito. Em suma, você é livre para ser druidista sem jamais precisar assumir qualquer compromisso com ninguém além de si ou, talvez, sua própria família, mas uma vez que resolva assumir um compromisso, esteja certo de que sua decisão tenha sido fruto de profunda reflexão e que sua palavra seja cumprida com o peso do compromisso que é dedicar sua existência a um povo e seus Deuses.


Reflita então sobre as responsabilidades de um sacerdócio imaginando a alegoria que falei e escutando "What I’ve Done", do Linkin Park. Acompanhe a letra e a tradução desta canção e assista ao vídeo clipe, que é fantástico.

Só não se esqueça de, enquanto estiver escutando a música e assistindo ao vídeo, refletir a respeito.

Marcadores: , , , ,

5 Comentários:

Anonymous ingui disse...

que engraçado...

sempre que eu venho aqui te visitar encontro uns textos assim, tão a ver com o meu momento...

dizem que as coincidências não existem... ;)

um bjuzao pra vc e pra Ciça, e faz chocolate quente pra ela ! larga de prea, mininu ! :D

30 maio, 2007 20:28  
Blogger Su disse...

Entendido!

31 maio, 2007 00:09  
Blogger [Alexandre] disse...

Grande texto! Ainda volterei a discutir contigo a "lei de causa e efeito", quando conseguirmos nos reunir SEM jogar D&D (ô vicio!).

31 maio, 2007 11:53  
Blogger Melian Stern disse...

Eu havia escrito um comentário bem legal ontem, mas o blogger resolveu me vetar e apagou o comentário. Mas o que me lembro de ter escrito é que a nossa última conversa foi muito boa e me fez ter a certeza de que não estou preparada pra seguir sacerdócio, ainda. Vejo que tenho um caminho grande a percorrer até me sentir realmente preparada e apta a seguir o sacerdócio e principalmente para assumir a responsabilidade de cuidar de uma comunidade!!!!

Bjos, e ótimo texto!!

31 maio, 2007 14:14  
Anonymous Edson Marques disse...

Refletindo, como espelho e como filósofo...



Abraços, flores, estrelas!

31 maio, 2007 15:50  

Postar um comentário

Links para este texto:

Criar um link

<< Voltar à página inicial